» » Conheça As Cidades Capixabas Mais Frias.

Conheça As Cidades Capixabas Mais Frias.

postado em: Destaques | 0

Região Serrana e Caparaó são alguns lugares perfeitos para curtir o frio.

Com uma grande diversidade cultural e geográfica, o Espírito Santo oferece vários destinos com clima de serra. O Estado esbanja charme e fica ainda mais atrativo nas estações de Outono e Inverno. Confira:

 

Domingos Martins

O município que integra a Rota do Mar e das Montanhas ainda mantém fortes traços de seus antepassados que podem ser observados na culinária, na cultura, no artesanato e na arquitetura. O clima agradável, aliado às exuberantes paisagens, ao povo acolhedor e às comidas típicas, proporciona aos visitantes desde o conforto das montanhas, até os requintados pratos de origem europeia, especialmente alemã e italiana.
Domingos Martins é entrecortada por montes e serras com altitude próxima aos dois mil metros, dentre os quais se destaca o Parque Estadual da Pedra Azul. O local é um dos principais cartões-postais do Espírito Santo e é reconhecido em todo o Brasil.
pedra azul
O município tem como principais atividades a agricultura e o turismo e pela união das duas surgiu uma nova: o agro-turismo. Este ramo favoreceu o surgimento de muitas pousadas rurais na cidade. Com uma excelente infraestrutura em hotéis e pousadas, o local é hoje conhecido nacional e internacionalmente e recebe um grande número de turistas durante o ano, especialmente quando chega a temporada de inverno.
trilhas da Cavalgada Ecológica Pedra Azul. (5)
Famosa por suas festas, a cidade realiza de 18 a 27 de julho o XXI Festival Internacional de Música Erudita e Popular de Domingos Martins. Uma das novidades desta edição do Festival de Inverno é a realização de um evento gastronômico, com a participação de 18 restaurantes locais, que prepararam pratos principais e sobremesas especialmente para serem servidos aos visitantes e turistas que estiverem na região durante o evento. Além disso, serão oferecidas 32 oficinas instrumentais e pedagógicas para estudantes e profissionais da música. O objetivo é oferecer a oportunidade para a troca de experiência e aprimoramento dos talentos.
pedra azul

 

 

 

Venda Nova do Imigrante

 

Cidade colonizada por imigrantes italianos, Venda Nova do Imigrante é conhecida como a capital do agroturismo, fator que possibilitou o desenvolvimento da região.
[youtube id=”https://youtu.be/d8aKNYV-mgA” width=”600″ height=”340″ position=”left”]

 

Atualmente, o município possui vários roteiros de visitação, uma boa opção para conhecer e aproveitar o inverno na cidade. Além do agroturismo, vale a pena conhecer o Morro do Filleti, com 1.100 metros de altura e que tem rampa para decolagem de asa-delta e parapente, e a famosa Casa da Cultura, que possui mais de 600 peças que contam a saga da colonização italiana na cidade, iniciada em 1892.
A sede da cidade encontra-se a 730 metros de altitude, porém algumas localidades possuem altitudes maiores que 1.200 metros. O ponto culminante do município está a 1.548 metros. Venda Nova do Imigrante é considerada a cidade mais elevada do Espírito Santo.
Outro destaque em Venda Nova é a tradicional Festa da Polenta, que neste ano vai inovar e será realizada em dois finais de semana, entre os dias 04 a 13 de outubro.
festa da polenta, Venda nova do imigrante -2015 (77)
Tombo da Polenta – Festa da Polenta

Santa Teresa

 

Também conhecida como A Doce Terra dos Colibris, Santa Teresa faz parte da Rota Caminhos do Imigrante e a diversidade cultural é uma de suas marcas. Com forte influência dos imigrantes italianos, o município tem no Vale do Canaã um retrato histórico de sua colonização.
Para quem deseja curtir o friozinho da cidade, vale a pena conhecer as reservas Augusto Ruschi e Santa Lúcia e o Museu de Biologia Mello Leitão. Os pássaros típicos da região e principalmente os herbários com mais de sete mil orquídeas fazem do município um grande reduto de contemplação e preservação da natureza.
Imagens Facebook Capixaba da Gema

 

Caparaó Capixaba

 

As belezas naturais são o destaque da Rota do Caparaó. Localizada na divisa do Espírito Santo com Minas Gerais e Rio de Janeiro, tem como principal destaque o Parque Nacional do Caparaó, mas também agrega parte da Serra do Mar e da Mantiqueira, do Pico da Bandeira e do Parque Estadual da Cachoeira da Fumaça. A natureza e a história nesta região são bem preservadas.
[youtube id=”https://youtu.be/qLtJ7M0vel8″ width=”600″ height=”340″ position=”left”]
Os municípios que compõem a rota ficam ao redor do Parque Nacional do Caparaó. São eles: Jerônimo Monteiro, Alegre, Guaçuí, São José do Calçado, Dores do Rio Preto, Divino de São Lourenço, Ibitirama, Irupi, Iúna, Muniz freire e Ibatiba.
Pedra Roxa, Ibitirama
Pedra Roxa, Ibitirama

O Parque do Caparaó possui 31.800 hectares e está localizado no Estado do  Espírito Santo, fazendo divisa com Minas Gerais. O Espírito Santo possui 78% de toda a área do Parque e o Pico da Bandeira situa-se no território capixaba. A portaria capixaba do Parque fica em Pedra Menina, distrito de Dores do Rio Preto.

Pico da Bandeira, Caparaó (2)

 

Fonte: Setur

E você, concorda com a nossa lista? Comente!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezesseis − quinze =