» » 10 MOTIVOS PARA VOCÊ NÃO CONHECER O ESPÍRITO SANTO!

10 MOTIVOS PARA VOCÊ NÃO CONHECER O ESPÍRITO SANTO!

10 MOTIVOS PARA VOCÊ NÃO CONHECER O ESPÍRITO SANTO!

      Por Edvander Araújo Nepomuceno

 

 

Foto: Yuri Barichivich
Foto: Yuri Barichivich

 

 

(Depois deste artigo você ainda encontrará: sugestão de roteiro de 14 dias em Vitória-ES, dicas, custos de alguns roteiros, outras opções de lazer)

 

1). As praias são confusas e também te deixarão confuso!

Aldeia e Três Praias - Guarapari
Aldeia e Três Praias – Guarapari

O ES possui um excesso de praias! Você terá que escolher entre as praias do norte, as da Grande Vitória e as do sul, e cada uma dessas regiões possuem praias com características próprias.

As praias do norte como Itaúnas, Barra Nova, Urussuquara, além de lindas, possuem águas quentes e te convidam ao relaxamento. Itaúnas possui parque, dunas, reconhecidos festivais de forró, trilhas e passeios de barco no rio.

O rio Mariricu deságua em Barra Nova, um patrimônio natural muito lindo! Também tem para serem alugados pedalinho, caiaque, barzinho e lanchonetes.

A praia de Urussuquara é outra praia que fará você ficar confuso, caso tenha planos de ir para outro lugar, principalmente se o seu interesse é relaxar geral, se afastar de tudo, desaparecer do mapa, ficar em um paraíso com o menor número de pessoas possível! Novamente estamos falando de outra praia que tem um rio desaguando no mar.

As praias da Grande Vitória são outro problema. Algumas delas são urbanas, com todas as facilidades que as cidades oferecem. Umas opções são: Curva da Jurema, Ilha do Boi, Ilha das Castanheiras (Vitória), Praia Secreta de Vila Velha, Praia da Costa, Itaparica, Barra do Jucu (Vila Velha), praia do Morro, praia da Areia Preta, Praia do Meio, das Castanheiras, Peracanga, Praia do Morcego (Guarapari). Mas ainda tem outras praias que são mais bucólicas como a praia de Manguinhos e Nova Almeida (Serra) e praia de Santa Cruz (Aracruz). Já que citamos as praias de Guarapari, vale ressaltar que aqui a coisa é bem pior! Têm praias urbanas, bucólicas, desertas no meio da urbanização (Praia do Ermitão, Praia das Conchas).

As praias do sul também não deixam nada a desejar no quesito confusão, pois muitas delas possuem águas claras, boa estrutura turística, são bem acessíveis, tranquilas e possuem as facilidades que o turista tanto deseja. Aqui vale destacar as praias dos municípios de Marataízes, Itapemirim, Anchieta e Piúma.

Mas essas praias citadas são só exemplos, há muitas outras belas praias em todo território do ES. Que confusão!

 

2) Você verá coisas muito pesadas!

Todos os anos as baleias jubartes saem da Antártida, sobem pelo litoral da América do Sul até Abrolhos, litoral sul da Bahia, para acasalarem e procriarem. No entanto, com o aumento do número desse animal, o Espírito Santo hoje também se configura como outro ponto de boa observação desse mamífero. Elas proporcionam espetáculo de peso aos aventureiros e turistas. O período de observação vai de junho a novembro. (Assista ao Vídeo)

Para ver essas coisas pesadas em Vitória acesse: Quero ver baleia

 

3) Você fará muito esforço!

 

Passeio Capixaba da Gema em Mosteiro Zen Budista - Ibiraçu, ES

 

No Espírito Santo há cada vez mais adeptos, grupos e empresas oferecendo roteiros de aventuras como o trekking, rapel, caminhada de longo curso, caiaque, canoa havaiana, escalada, escalaminhada, parapente (Afonso Cláudio e Castelo), mergulho (Guarapari), ciclismo, cicloturismo, arvorismo (Venda Nova do Imigrante), etc.

Vindo ao ES você poderá fazer muito esforço fazendo a travessia do Mestre Álvaro (833 metros de altitude), o que exige um dia inteiro. Esse lugar é um dos lugares mais lindos na Grande Vitória, a vegetação formada basicamente pela mata atlântica de altitude realmente tem seu encanto, e os guias cobram um preço muito justo. Outro lugar muito apropriado para a prática desse esporte é o pico da Bandeira, no PARNA Caparaó, mas atenção: o Caparaó não se limita ao pico da Bandeira! Lá existe um grande número de opções para curtir a natureza como muitos poços, cachoeiras e rios.

 

Para conhecer mais sobre o Caparaó acesse: Circuito capixaba

 

Caso queira uma trilha mais curta, sem sair de Vila Velha, a opção é a trilha da Raiz, no Morro do Moreno (Vila Velha), de 250 metros de altitude. A trilha é bem exigente, embora seja relativamente curta, ela te exigirá mais ou menos 40 minutos. Entretanto, como esse morro possui estrada, pessoas mais sedentárias e aquelas que não estão a fim de trilhar também pode subi-lo e aproveitar a linda vista que de lá temos. Subindo pela estrada, 20 minutos é o suficiente para fazer o percurso. No Moreno também há vias de escaladas, voos de parapente e tirolesa. Ele está há 06 km de Vitória.

Algumas referências de escalaminhadas são: o Mochuara (Cariacica), Penedo (Vila Velha), o Frade e a Freira (Itapemirim), os Pontões Capixabas (complexo de montanhas em Pancas-ES), a Pedra dos Cinco Pontões (entre os municípios de Laranja da Terra e Itaguaçu) e os Três Pontões (Afonso Cláudio, só até a base). Esse último é um excelente também para escaladas, assim como os Pontões Capixabas e a Pedra dos Cinco Pontões. É muito pontões, né?!

Além de alguns desses lugares indicados para fazer escalaminhadas, o rapel no ES também é realizado nas cachoeiras de Matilde (Alfredo Chaves), do Galo (Domingo Martins), na cachoeira Véu de Noiva (Santa Leopoldina) e na cachoeira Alta (Cachoeiro de Itapemirim, terra do rei Roberto). No entanto, os rapéis mais desafiantes e mais lindos são realizados na cachoeira Alta e na Pedra da Boca (Pancas – Pontões Capixabas).

No que se refere ao mar, Vitória é conhecida no mundo náutico como “Ventória”, devido aos constantes ventos litorâneos. Não é à toa que há muita gente velejando na capital, mas também há pessoas remando com caiaques e com canoas havaianas e fazendo stand up paddle. A Curva da Jurema é a queridinha de Vitória para tudo isso!

Há muitas opções de roteiros de esportes radicais, com intensidades bem variadas. Se quiser se aventurar pelos cantos capixabas acesse:

 

AVES – Aventureiros do ES

Planeta Vertical

Oscanela Brasil

100% Aventureiro

Egow Tur

Vibe Radical ES

Fit Aventura

Wanderlust

Selva Sassiri (arvorismo e tirolesa)

Centro Náutico Capixaba

Ecoparque Pedra Azul Aventura

Lagarto Adventure

Rapeleiros Capixabas

Xplorer Aventuras & Lazer

Eco Vertical

Guia Mestre Álvaro: Márcio – 27 99613-5096

 

Muito provavelmente você já ouviu falar do Caminho de Santiago de Compostela (Espanha) e talvez o Caminho da Fé (Minas a São Paulo), mas o Espirito Santo também possui sua rota de peregrinação, embora nele participe pessoas com motivações mais variadas possíveis, bem como nos outros dois mencionados. Esse caminho se chama: Passos de Anchieta. A caminhada se inicia na catedral metropolitana de Vitória, passa por Vila Velha, Guarapari e tem seu término em Anchieta, onde o Santo Anchieta fundou uma aldeia e desta surgiu o atual município. Essa caminhada é de tirar o fôlego, mas não só pelos seus 100 quilômetros, percorridos em quatro dias, no feriadão de Corpus Christi, mas também pela linda rota que possui, pois boa parte dele é realizada no litoral. Vale ressaltar a brilhante organização realizada pela ABAPA e a quantidade de pessoas de outros estados percorrendo-o. Na edição de 2017 foram por volta de 4.000 peregrinos/ aventureiros. Arrisco dizer que a metade desse número era capixaba e a outra era constituída por pessoas de diversos estados brasileiros, um espetáculo cultural!

Para perder o fôlego com essa caminhada acesse: ABAPA

Não posso me esquecer de citar a 10 Milhas Garoto, uma corrida realizada pela Chocolates Garoto. Essa prova começa na praia de Camburi, passa pela Terceira Ponte, chega a Vila Velha e termina perto da fábrica da Chocolates Garoto. Ela tem atraído 10 mil participantes em cada edição, mas nessa última bateu o recorde e atraiu 11 mil. Se ela não é uma das mais conhecidas do Brasil, certamente é uma das mais belas.

 

4). Você irá engordar!

Moquecada Capixaba da Gema - 060914

 

O município capixaba Venda Nova do Imigrante pode se orgulhar de ser o pai do agroturismo no Brasil e por possuir um dos melhores do nosso país. Mas não só aqui ele é forte e desenvolvido! Em vários outros municípios como Domingos Martins, Santa Teresa, Castelo e a região do Caparaó também possuem um agroturismo preparadíssimo para receber o turista, inclusive com boas pousadas e hotéis. Biscoitos, doces, bolos, vinhos, queijos, salgados, frutas orgânicas, café, lombo, socol, cachaça, mel, cervejas artesanais, tudo isso é facilmente encontrado no agroturismo do ES, que possui um dos maiores agroturismo do Brasil. Você estará perdido se fizer esse roteiro, não irá parar de comer e engordará 01 quilo por dia, ou mais!

Para desbravar este seguimento, acesse:

Agrotur

Agroturismo no Espírito Santo

 

Mas se o seu interesse no turismo estiver na capital ou perto dela, Vitória e Vila Velha possuem muitos bons restaurantes, sejam eles sofisticados, de modelos internacionais e outros mais populares. Praia do Canto (Triangulo das Bermudas) e Jardim da Penha (Guia gastronômico) possuem bons points para aquele encontro noturno. Abaixo citamos alguns restaurantes, localizados nesses dois bairros ou não, mais de renome para você conhece-los:

Spaghetti & Cia, Don Camaleone, La Dolina, Outback Steakhouse, Soeta, Aleixo, Lareira Portuguesa, Papaguth, Madero Steak House, La Cave, Grappino RangoBar, Spetacollo Restaurante & Botequim, Pancakes on the Beach, Dom Alfredo, Bistrô Solarium, Sheraton Vitória Restaurant, Restaurante Pirão, Ilha do Caranguejo, Caranguejo do Assis, Los Chicos, Coronel Picanha, Rancho Beliskão, Hortomercado.

5). Você perderá a noção do tempo e do espaço!

 

FESTA DA POLENTA VENDA NOVA DO IMIGRANTE - 10 MOTIVOS PARA VOCÊ NÃO CONHECER O ESPÍRITO SANTO!

Viajando, na época das festas de imigrantes, por Domingos Martins, Venda Nova do Imigrante, Santa Teresa, além de outras cidades de descendentes de europeus, você perderá a noção de onde e do tempo em que está! Há dezenas de décadas, as festas de imigrantes são realizadas nas serras capixabas. Os descendentes dessas localidades relembram as festas que seus antepassados faziam e isso com as vestimentas e com comidas típicas. Você irá pensar que está no sul do Brasil ou em algum pedacinho da Europa em um tempo mais ou menos remoto.

As principais festas dessas localidades são: a Festa do Imigrante Italiano, a Festa do Vinho e da Uva, a Santa Teresa Gourmet (Santa Teresa), a Festa da Polenta (Venda Nova do Imigrante), a Festa do Morango (Pedra Azul), a Blumenfest, o Festival Internacional de Inverno de Música Erudita e Popular, o Festival do Vinho, a Sommerfest (Domingo Martins). Atente-se que não são todas elas que são de descendentes de europeus.

Embora a serra capixaba tenha excelente estrutura, o inverno capixaba não é tão reconhecido nacionalmente, o que é uma pena para os turistas de outros estados brasileiros! Normalmente as temperaturas mínimas na serra capixaba e nas cidades do Caparaó ficam em torno de 10ºC e as médias, 15ºC. Perfeito para tomar um vinho sem morrer congelado!

No quesito inverno, algumas cidades se destacam: Venda Nova do Imigrante, Marechal Floriano, Afonso Cláudio, Castelo, Alegre, Santa Teresa e, principalmente e a mais famosinha, Domingos Martins.

Para ter a programação completa das festas, acesse os sites das prefeituras municipais do destino desejado.

Agora, se você tem espírito aventureiro e tem certeza que quer pegar um frio de “pocar” (quebrar) os ossos e pouco sentido no Brasil, seu destino é o Pico da Bandeira, que já chegou a fazer -14ºC. Claro que aqui é aquela situação em que o tempo enlouqueceu. Normalmente a mínima que faz aqui de madrugada é de -10ºC. A pessoa que se aventurar indo ao topo do Pico da Bandeira terá dificuldades em acreditar que está na região sudeste do Brasil.

Para conhecer o Pico da Bandeira acesse as empresas de aventuras do ES, mencionadas no tópico 3.

 

6) Você ficará na lama!

 

Colhereiro (Platalea ajaja) |
Foto: @ultimosrefugios

 

A capital do ES possui o maior mangue urbano da América Latina, o Lameirão. A lama, as águas, a vegetação e a fauna dessa região é muito massa! O passeio de Lancha no contorno da Ilha de Vitória deveria ser uma obrigação para quem vai fazer turismo em Vitória. A lancha sai do Sambão do Povo, navega pelo rio Santa Maria, passa pela Ilha das Caieiras (bairro bucólico e turístico de Vitória), Lameirão, pela parte de trás da UFES, Ilhas do Boi e do Frade, farol de Santa Luzia, por baixo da Terceira Ponte, Museu Vale e retorna para o Sambão do Povo. Também faz duas paradas: na praia da Ilha do Boi e no lameirão.

Cada vez mais pessoas vêm conhecendo o lameirão, o que contribui para criar conscientização da importância desse ambiente. Além da vista em si, que por sinal é linda, destacam-se algumas aves: as Garças, o Martim-Pescador-Grande, o Trinta-réis-boreal, a Figuinha-do-mangue, o Urubu-de-cabeça-preta, a Saracura-matraca, o Maçarico-pintado, o Carrapateiro, a Águia-pescadora, Biguá, Arapaçu-de-bico-branco e o Colhereiro rosa (grande ave rosada que possui bicos que lembram colheres). Com tantas espécies de aves, o Lameirão se configura como excelente local para realizar a observação de pássaros.  Contudo, já que as lanchas não entram na vegetação mais fechada, a melhor maneira de explorar esse mangue é contratando diretamente algum pescador na Ilha das Caieiras. Então, pode-se escolher entre fazer a volta à ilha de lancha, conhecendo vários cenários de Vitória, incluindo o Lameirão, mas não tão muito bem, ou conhecer muito bem o Lameirão, contratando um pescador. Mas há uma forma de conhecer os vários cenários de Vitória a partir do mar e conhecer muito bem o Lameirão: contratar um pescador na Ilha das caieiras e fazer um passeio de escuna que sai do píer de Camburi.

Vale lembrar que nessa área do lameirão há a Ilha do lameirão, que a prefeitura de Vitória a transformou em estação ecológica, a Estação Ecológica Municipal da Ilha do Lameirão. Sua visitação é proibida, sendo totalmente permitida a observação da fauna e da flora embarcado.

 

Para conhecer mais detalhes do lameirão e da Estação Municipal da Ilha Ecológica do Lameirão acesse:

Últimos Refúgios: manguezal de Vitória

Programa: manguezal de Vitória (vídeo)

Mangue de Vitória

 

7). Você ficará muito mal-acostumado!

 

A Catedral Metropolitana de Vitória - 10 MOTIVOS PARA VOCÊ NÃO CONHECER O ESPÍRITO SANTO!
Catedral Metropolitana de Vitória.
Foto: Joel Miranda

Indo para Vitória você ficará mal-acostumado com as coisas boas que ela possui. Ela tem o segundo melhor IDH entra as capitais brasileiras, é muito charmosa, limpa, litorânea e possui praias lindíssimas. Sem falar que a qualidade de vida em Vitória é muito boa!

Sem falar ainda que tudo é perto em Vitória! De Vitória a Vila Velha, uma ponte; de um ponto de Vitória ao outro é um ali. Se você estiver em Vitória e for a Guarapari (o que já é considerado longe por alguns capixabas), demorará algo em torno de uma hora de carro; de Vitória a Manguinhos (Serra-ES), 30 minutos, também de carro; de Vitória a Aracruz, uma hora; de Vitória a Pedra Azul, duas horas (o que é considerado longe por muitos capixabas). Agora, se você estiver na capital e for de carro para o Pico da Bandeira, ai sim será realmente longe, gastará umas cinco horas de carro para chegar a Pedra Menina, distrito da cidade capixaba Dores do Rio Preto, acesso do Espírito Santo ao PARNA Caparaó. No entanto, para chegar às cidades do Caparaó como Iúna, Ibitirama, Irupi, a sua jornada será mais curta: três horas a três horas e meia de carro. E a viagem voltará a ser um pouco mais longa se o seu destino for Itaúnas, 4 horas de viagem pelo norte do ES.

 

8). Você ficará muito mole!

 

Pedra Azul,

Vitória, Vila Velha, as cidades da serra capixaba e outras localidades do ES possuem hospedagens com preços muito justos e variados, que te deixarão muito mole e com preguiça de sair para conhecer e fazer o que se propôs.

Abaixo listamos alguns hotéis em Vitória, Vila Velha, Guarapari e na Pedra Azul, Domingos Martins, mais conceituados pelos hóspedes. Claro que também vale aquela pesquisa pessoal e as indicações de outras pessoas. Os estabelecimentos indicados são:

Em Vitória há o Hotel Senac Ilha do Boi, Sheraton Vitória, Golden Tulip Porto Vitória, Hotel Ibis Vitória, Bourbon Vitória Residence Hotel, Sleep Inn Vitoria, Go Inn Vitória, Bristol Praia do Canto Hotel.

Em Vila Velha há o Quality Suites Vila Velha, Bristol Easy Hotel – Praia de Itaparica, Travel Inn Hotel Plaza Mar, Champagnat Praia Hotel, Pousada Praia do Ribeiro, Pousada Timoneiro.

A hospedagem em Guarapari também é muito boa e é considerada uma das cidades turísticas que possuem diárias mais baratas do Brasil (Compare aqui) As indicações são: Hotel Nova Guarapari, Hotel Raio de Sol, Flamboyant Hotel & Convention, Hotel Meaípe, Pousada Solar de Lourdes, Hotel Atlântico, Eco Pousada Costamares,  Pousada Brisas de Setiba.

Aqui temos que destacar a Pousada Rabo do Lagarto, localizada na Rota do Lagarto, Pedra Azul, Domingos Martins, que inclusive está mencionada no Roteiros de Charme. Na Pedra Azul também possui várias outras muito boas hospedagens. Algumas delas são: Pousada Pedra Azul, Sítio dos Lagos, Pousada Vale Du’Carmo, Chez Domaine – Hospedagem Rural Orgânica, Pousada Fim da Picada, Eco Pousada Quaresmeiras, Pousada e Cerimonial Ponta da Pedra, Pousada Lusitânia. Mas se sua intensão é se hospedar em um local mais em conta a Ecoparque Pedra Azul Aventura possui chalés e camping, numa linda e charmosa fazenda muito familiar que de repente pode te ajudar. Permita-me uma opinião muito pessoal: neste estabelecimento há o camping mais charmoso do Espírito Santo e ainda tem boa estrutura; o mais estruturado é o Camping do Siri, que diz ser o maior camping de praia do Brasil, o que eu não duvido visto o que nele possui.

Para os aventureiros e para quem viaja sozinho, além dos dois campings mencionados, ainda há os hostel Guanaaní Hostel e o Sono Vitória, ambos em Vitória. Umas das grandes vantagens do primeiro é que o estabelecimento funciona em uma casa histórica e muito linda; já a vantagem do segundo é a piscina. Ambos são muito frequentados por estrangeiros, capixabas e outros brasileiros de vários estados do Brasil. Em Vila Velha uma boa pedida de hostel é o Hostel Capixaba que também possui piscina.

No que se refere à Airbnb, Vitória foi conceituada como a capital mais receptiva do Brasil. Esta conceituação surgiu por meio do aferimento das avaliações dos hóspedes dessa empresa. De repente para você será uma boa se hospedar usando esse aplicativo. Encontramos apartamentos inteiros disponíveis com preço de uma diária para casal.

9). Você irá carregar peso no seu retorno!

Paneleiras Goiabeiras Vitória 4 - 10 MOTIVOS PARA VOCÊ NÃO CONHECER O ESPÍRITO SANTO!

Uma ótima lembrança que você pode levar do Espírito Santo e de Vitória é a panela de barro das paneleiras de Goiabeiras. Se você gosta de gastronomia, cozinha de forma mais intuitiva ou ainda valoriza o artesanato, provavelmente irá gostar muito dela! Essa panela cumpre muito bem a função de cozimento, preserva a comida quente por muito tempo e economiza o gás porque a panela de barro cozinha o alimento mais rapidamente que as outras panelas. Sem falar ainda que cada panela de barro das paneleiras de Goiabeiras é única justamente porque é confeccionada de forma artesanal. No aeroporto, na hora do seu chekin, fale para os responsáveis da sua companhia aérea, normalmente eles têm muito cuidado com essas “lembranças”.

 

10) Vitória e o ES são incógnitas! Você terá muita dor de cabeça tentando encontrar o valor da equação!

Museu da Vale Vila Velha 6 - 10 MOTIVOS PARA VOCÊ NÃO CONHECER O ESPÍRITO SANTO!

 

Como muita gente sabe, Vitória é uma capital pequena no que se refere às suas dimensões, entretanto há várias coisas para se conhecer. Nesse lugar pequeno há praias, parques, praças, orlas, píeres, o centro histórico, o lameirão, a Ilha das Caieiras, o Projeto Tamar, museus, teatros, as proximidades do Porto de Vitória, etc.

Entre os parques há de se distinguir os parques urbanos (como o Parque Pedra da Cebola, Parque Manolo Cabral, o Parque Botânico Vale, Parque Moscoso, Horto de Maruípe, o Parque Barão de Monjardim) dos naturais (como o Parque Von Schilgen, Parque Estadual da Fonte Grande, Parque Natural Municipal Vale do Mulembá, o Parque Gruta da Onça). Em cada um desses que você vá descobrirá mais sobre Vitória, tendo uma vista diferente da capital (parques naturais) ou permanecendo em ambiente tranquilo e bem apropriado para crianças (parques urbanos).

O estado do Espírito Santo também possui lindas ilhas, perfeitas para o banho do mar, para o mergulho de snorkel e apneia. Se você estiver em Vila Velha vá às Ilhas Itatiaias e Ilha Pituã, que são pequenos paraísos. Esta última é acessada por barco, caiaques e se você for bom nadador poderá ir a nado, ela está a 200 metros do continente. A Ilha dos Franceses, Itapemirim, também é outro lugar mágico e da mesma forma que essas outras ilhas o banho de mar e o mergulho com snorkel e apneia é ótimo. Essa ilha é costumeiramente acessada por escuna.

Guarapari possui um dos melhores mergulhos com cilindro do Brasil e, sem dúvida, o melhor do sudeste (Veja aqui). Esse mergulho é realizado nas Três Ilhas. Mas esse lugar não é só para mergulhadores, escunas também te levam ali.

No que tange ao Caparaó, vale agora mencionar alguns pontos de belezas naturais muitíssimo interessantes. Uns dos melhores pontos do Caparaó são: Hidrolândia, cachoeira do Rogério, Poço do Egito, Parque Estadual da Cachoeira da Fumaça, Pedra Roxa (geral) e Patrimônio da Penha.

No entanto, quando citamos os parques, as ilhas e o Caparaó é só para servir de exemplo para mostrar que você, indo para o ES, irá quebrar a cabeça porque será contrariado por tudo o que foi dito neste tópico 10 e nos outros. O costume de assimilar o Espírito Santo somente às suas praias é muito forte. Indo para este estado você se deparará com a equação que consiste em: que lugar é esse chamado Espírito Santo?

Espírito Santo, um estado de praias e montanhas, verão e inverno, rios e cachoeiras, de festas de imigrante e agroturismo, de aventuras e de relaxamento, em fim, um local de turismo!

 

Acesse para conhecer mais sobre:

– o Turismo no ES: Setur

– a Ilha da Trindade

– o Projeto Visitar

– os Mapas urbanos e naturais, reservas ecológicas, APP e outros

– o Projeto Tamar

– o Bike Vitória

– as Ilhas Capixabas

– as Belezas do ES: Capixaba da Gema

Caparaó Capixaba

Parque Estadual da Cachoeira da Fumaça

Serra capixaba – agroturismo – esporte radical (Mais Você)

o  MAPA TURÍSTICO DE VITÓRIA

 

 

 

 

SUGESTÃO DE ROTEIRO DE 14 DIAS EM VITÓRIA-ES

 

Dia 01:

Manhã: Check-in no hotel ou no hostel.

Tarde: Almoço e conhecendo o Centro histórico com o Projeto Visitar.

Noite: Barzinho no Triângulo das Bermudas (Praia do Canto).

 

Dia 02:

Manhã: Café da manhã, praças (dos Namorados e dos Desejos) e praia da Curva da Jurema, com remada com caiaque (aluguel na Escola Náutico Capixaba).

Tarde: Praia da Curva da Jurema e almoço.

Noite: Barzinho em Jardim da Penha (ver os restaurantes disponíveis no tópico 04 ou outros).

 

Dia 03:

Manhã: Café da manhã e Praia de Manguinhos (Serra).

Tarde: Praia de Manguinhos (almoço), Praia de Jacaraípe (Casa de Pedra) e Nova Almeida (Igreja dos Reis Magos – Serra), com parada no Tradicional Quindim de Nova Almeida, que já foi eleito o melhor do Brasil.

Noite: Patins, skate, caminhada ou passeio de bicicleta na Praia de Camburi – Bike Vitória (O calçadão de Camburi possui ciclovia, área específica para patins e skate e outra destinada às caminhadas e corridas).

 

Dia 04:

Manhã: Café da manhã, Projeto Tamar e Praça do Papa.

Tarde: Almoço no Papaguth, Ilha do Boi e praia da Ilha do Boi (Vitória) com pôr do Sol.

Noite: Pizza no Disk Pizza Paulista (Praia de Camburi).

 

Dia 05:

Manhã: Café da manhã, Praia da Costa, Ilha Pituã e Ilhas Itatiaias.

Tarde: Convento da Penha (o Convento fecha às 17 horas. Chegue bem antes disso para aproveitar!)

Noite: Explorando restaurantes e barzinhos em Vila Velha (ver opções item 04 ou no que preferir)

 

Dia 06:

Manhã: Café da manhã, Parque Moscoso, Parque Gruta da Onça e Pedra da Cebola.

Tarde: Ilha do Frade e praia das Castanheiras (Ilha do Frade).

Noite: Lanche no Rock Burger (lanchonete estilo anos 50).

 

Dia 07:

Manhã: Café da manhã, roteiro de aventura (agende antecipadamente com as empresas mencionadas no item 03)

Tarde: Continuação do roteiro da manhã.

Noite: Descanso no hotel.

 

Dia 08:

Manhã: Café da manhã, Parque e Museu Solar Barão de Monjardim e Horto de Maruípe.

Tarde: Almoço na Ilha das Caieiras (com museu do pescador) e pôr do sol.

Noite: Boliche (veja algumas opções no ANEXO VII).

 

Dia 09:

Manhã: Café da manhã, passeio de lancha volta à ilha ou passeio para explorar o lameirão (confirmar disponibilidade/ combinar com um pescador).

Tarde: Continuação do roteiro da manhã.

Noite: Teatro (Theatro Carlos Gomes, Teatro Universitário, Teatro Glória ou Teatro Sesi – ver antecipadamente as programações).

 

Dia 10:

Manhã: Café da manhã, Parque Botânico Vale, passeio de bicicleta (Bike Vitória) na orla da Praia de Camburi, orla da Curva da Jurema e orla e píer atrás do Shopping Vitória (praia do Suá).

Tarde: Museus em Vitória: Museu de Arte do ES, Museu Capixaba do Negro (MUCANE), Galeria Homero Massena, Galeria Francisco Schwarz (Assembleia Legislativa), Espaço de Artes Marien Calixte (Assembleia Legislativa), Espaço de Artes Elpídio Malaquias da Silva (Assembleia Legislativa).

Noite: Explorando restaurantes e barzinhos.

 

Dia 11:

Manhã: Café da manhã, passeio em Vila Velha: Casa da Memória, Chocolates Garoto, Farol de Santa Luzia, Praia Secreta de Vila Velha, Barra do Jucu e Reserva Municipal de Jacarenema.

Tarde: Continuação do roteiro da manhã.

Noite: Explorando restaurantes e barzinhos.

 

Dia 12:

Manhã: Café da manhã e bate e volta a Guarapari ou a Domingos Martins e Pedra Azul (com carro locado).

Tarde: Continuação do roteiro da manhã.

Noite: Descanso no hotel.

 

Dia 13:

Manhã: Café da manhã e travessia no Mestre Álvaro

Tarde: Continuação do roteiro da manhã

Noite: Explorando restaurantes e barzinhos.

 

Dia 14:

Manhã: Café da manhã.

Tarde: Paneleiras de Goiabeiras.

Noite: Retorno para casa.

 

OBS.: Essa sugestão de roteiro não buscou exaurir as possibilidades na Grande Vitória, vale a pesquisa individual e as sugestões de amigos e conhecidos. Claro que se você não tiver essa quantidade de dias irá fazer seu roteiro realizando aquilo que você mais gosta.

 

 

DICAS

 

1 – Saiba se o local tem algo a oferecer diante das suas expectativas

Antes de montar sua mochila ou mala e viajar, seja para onde for, veja o que o local tem a oferecer contrapondo com seus desejos, suas necessidades e expectativas. Já li alguns comentários na internet como: “Praia muito ruim porque não tem nada a nos oferecer! Não tem caixa 24h, não tem supermercados, nem bares. Só tem uma vendinha que só tem o basicão! Estou muito arrependido de ter ido para lá!”. Tem boa chance que a pessoa que posta um comentário desse tipo ter ouviu falar de determinada localidade e foi para lá sem buscar as devidas informações. Percebem que o problema não está com essa hipotética praia e sim com o próprio turista que não se informou? Sempre um lugar tem algo a nos oferecer! Um local que não possui caixas 24h, supermercados, bares, etc, tem a nos oferecer a tranquilidade e o afastamento do mundo moderno, que às vezes é tudo o que precisamos. No entanto, se desejamos uma praia com todas as facilidades de uma área urbana, então, temos que saber que essa praia “X” não é, o que nos fará optar por outra. Dica muito simples, mas válida porque muitos cometem esse tipo de equívoco.

 

2 – Locomoção

A melhor maneira de conhecer Vitória, Vila Velha, Serra e outras cidades, é por meio de aluguel de veículo. Em frente ao aeroporto de Vitória há várias locadoras. No entanto, outras opções de locomoções também podem contribuir. São elas: Uber, 99 POP, ônibus municipais de Vitória (R$ 3,15) e ônibus intermunicipais da Região Metropolita da Grande Vitória (Vitória, Serra, Cariacica, Vila Velha, Ponta da Fruta (Guarapari), R$ 3,20). Em relação aos aplicativos de transportes individuais, precisamos estar atentos aos episódios do Congresso Nacional, que podem acabar de vez com o Uber, 99 POP e semelhantes.

 

3 – Nascer e Pôr do sol

O nascer do sol, além de outros pontos, pode ser contemplado: no Morro do Moreno (não muito habitual, mas sem dúvida, lindo!), píer de Camburi, nos hotéis da orla de Camburi e no Hotel Senac Ilha do Boi Vitória (Hotel Ilha do Boi). A diferença entre esse hotel para os demais na orla de Camburi é que no primeiro a área externa dele contribui muito e o nascer do sol também poderá ser observado do quarto; já nos demais hotéis da orla o nascer do sol é observado a partir do vidro da janela dos quartos.

No que se refere ao pôr do sol, três lugares são bem indicados: Ilha do Boi (veja), Morro do Moreno (Vila Velha) e Ilha das Caieiras (Vitória). Mas caso esteja em Vitória e sem disposição para ir à Ilha das Caieiras nem a Vila Velha, a sugestão é ir ao deck da Praça do Papa, perto do Projeto Tamar e do Restaurante Papaguth.

 

 

 

 

VALORES DE PASSEIOS

 

Os roteiros pagos variam de empresa para empresa, dependendo do que cada uma oferece. Aqui pomos um valor médio ou aproximado. Os passeios que exigem o dia todo, se não são ofertados transportes, há o sistema de carona partilhada.

 

Passeios gratuitos

Uma das vantagens de Vitória é que você pode fazer vários passeios gratuitos, o que muito contribui para a felicidade do nosso bolso. Os passeios são: as praias, andar no calçadão, contemplar a Terceira Ponte no píer da Praia do Suá (atrás do Shopping Vitória), contemplar a baía de Vitória, frequentar os parques urbanos e naturais, os museus, o centro histórico (Projeto Visitar), escalar utilizando as vias disponíveis no Morro do Moreno, caminhada no Morro do Moreno, o Convento da Penha, contemplar a natureza e o pôr do sol na Ilha das Caieiras. O Aves (Aventureiros do Espírito Santo) realiza o CineAves na praia da Curva da Jurema, em frente ao Centro Náutico. Esse grupo e outros também realiza alguns eventos gratuitos como, por exemplo, a contemplação do pôr do sol no Moreno, escalaminhada e pôr do sol na Pedra do Penedo em Vila Velha.

 

Alguns roteiros e passeios de até R$ 50,00:

– Bike Vitória: 5,40 (passe 24 horas), 10,80 (passe mensal) e R$ 67,50 (passe anual)

– Projeto Tamar: R$ 14,00

– Travessia ilha Pituã (bote/ canoa): R$ 25,00

– Passeio Lameirão com pescador (bote/ canoa): R$ 25,00

– Passeio Lameirão com pescador (barco grande): R$ 25,00 (Valor por pessoa. Confirmar a disponibilidade do passeio – Juliano: 27 99868-8755)

– Aluguel de patins, bicicleta e triciclo na praia de Camburi: 25,00

– Aluguel de caiaque na praia da Curva da Jurema: R$ 30,00

– Passeios diversos no Lameirão com Lancha: R$ 40,00 (Valor por pessoa. Confirmar a disponibilidade do passeio – Nelson 27 99509-0939)

– Travessia no Mestre Álvaro (com van e guia): 40,00

– Tirolesa no Morro do Moreno: R$ 45,00

– Rapel Morro do Moreno: R$ 45,00

 

Alguns roteiros e passeios de R$ 50,00 a R$ 100,00:

– Rapel Matilde (Alfredo Chaves): R$ 60,00

– Passeio escuna (Cores do Mar – píer de Camburi): R$ 60,00

– Rapel na cachoeira Véu de Noivas (Santa Leopoldina): R$ 70,00

– Passeio (bate e volta (Ilha dos Franceses, Pedra Azul, Guarapari, etc): R$ 80,00

– Rapel no Penedo: R$ 80,00

– Rapel cachoeira Alta (Cachoeiro de Itapemirim): R$ 95,00

– Guia Mestre Álvaro: R$ 100,00 (até 05 pessoas – R$ 20,00 por pessoa)

– Rapel Pedra da Boca (Pancas): R$ 100,00

– Volta à ilha de lancha: R$ 100,00 (por pessoa – verificar a disponibilidade do passeio)

 

 

Alguns roteiros e passeios acima de R$ 100,00

– Fim de semana no Caparaó: R$ 210,00

– Observação de baleias jubartes: R$ 200,00

 

Obs.: para conhecer mais sobre as belezas do Espírito Santo acesse: Capixaba da Gema

 

 

 

OUTRAS OPÇÕES DE LAZER

 

Listamos ainda algumas outras opções de lazer. Veja abaixo:

 

Bate e volta ou opções de paradas nas estradas:

– Mosteiro Zen Budista (Ibiraçu)

– ZOO Park da Montanha (Marechal Floriano)

– Estância Vale do Mochuara (Cariacica)

– Parque Estadual Paulo César Vinha (Setiba – Guarapari)

– Museu de Biologia Professor Mello Leitão (Santa Teresa)

– Circuito Vale da Aventura (Alfredo Chaves)

– Parque Estadual de Forno Grande Gruta do Limoeiro (Castelo)

 

Boliche:

Vila Parque Boliche

Universe Boliche

 

Paintball:

Casarão Paintball

CTPA Caldeirão Paintball

Furious Paintball

 

Casas Noturnas:

Move Music

Wood’s Vitória

Swingers Vitória

Stone Pub

Nook Beach Club

 

 

 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

2 Respostas

  1. Jocélio Mayer
    |

    Parabéns aos responsáveis por esta página. Nós, capixabas, não valorizamos estas maravilhas da natureza que temos aqui e tão perto, preferindo ir para outros estados (que não chega nem aos pés do nosso). Vamos acordar meus conterrâneos! Vamos valorizar o que temos e divulgar para todo o Brasil.

  2. Rodrigo Rossetto
    |

    Boa tarde, ótima matéria sobre nosso estado que é tão rico no turismo que tantos capixabas não conhecem, mas faltou falar de Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa que também são maravilhosas com várias opções de turismo.
    Valeu

Deixe uma resposta

nove + 4 =